Segundo a secretária municipal de Saúde, Paula Beatriz de Almeida, a vacina protege contra três subtipos do vírus da gripe (H1N1, H3N2 e Influenza B), e um paciente protegido evita sobrecargas no sistema de saúde, já que os sintomas da gripe são parecidos

A Campanha de Vacinação Contra a Gripe termina na próxima semana, em 05 de junho, e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) alerta que, ainda está abaixo do esperado a procura da vacina pelos integrantes da terceira e última fase da campanha. Os grupos prioritários com menor adesão são: gestantes, puérperas, crianças menores de 06 anos de idade e adultos entre 55 a 59 anos de idade. A meta é imunizar 90% do público-alvo. A vacina está disponível nas unidades de saúde.

A SMS também reforça que, os integrantes dos grupos prioritários da segunda fase da campanha, que são os caminhoneiros, os profissionais do transporte público, os portuários, os integrantes das forças de segurança, as pessoas com doenças crônicas, a população privada de liberdade e os indígenas ainda podem buscar uma unidade de saúde para receber a dose, se ainda não estiverem imunizados.

De acordo com o coordenador de vigilância epidemiológica, Hudson Amaral, até a data de hoje, 28 de maio, foram aplicadas 4.043 doses, o que representa 77,20% da cobertura vacinal, considerando que, a SMS superou a meta de vacinação dos trabalhadores de saúde e dos idosos, integrantes dos grupos prioritários da primeira fase da campanha.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Paula Beatriz de Almeida, a vacina protege contra três subtipos do vírus da gripe (H1N1, H3N2 e Influenza B), e um paciente protegido evita sobrecargas no sistema de saúde, já que os sintomas da gripe são parecidos com a Covid-19. “Os grupos prioritários são pessoas mais vulneráveis ao desenvolvimento de quadros mais grave de doenças respiratórias, e por isso a importância destas pessoas se imunizarem”, disse.

Data de publicação: 28/05/2020

Compartilhe!